Proibido - Resenha

21 novembro 2017 |
Proibido, Tabitha Suzuma, Valentina

Proibido - Tabitha Suzuma

Um livro com uma carga dramática ao extremo.
Se prepare para fortes emoções.
Me arrisco a dizer que Proibido é para os fortes e de mente aberta, afinal, como bem traduzido na capa, trata-se de um assunto bem espinhoso...incesto entre irmãos.

Lochan e Maya tem 17 e 16 anos, respectivamente, e têm mais três irmãos: Kit, 13 anos, Tiffin, 9 e Willa com 5 anos. O pai dessas 5 crianças, abandonou definitivamente a família quando se casou pela 2ª vez e foi morar na Austrália.
A mãe, por sua vez, é uma mulher de 45 anos que se comporta e se veste como uma adolescente, vive bêbada, passa vários dias sem voltar para casa, e namora um homem mais jovem que não quer saber desta família numerosa.

Toda a responsabilidade da casa e a criação dos irmãos menores fica por conta de Lochan e Maya, além deles frequentarem o ensino médio também.

Eles moram em Londres e levam uma vida muito pobre de dinheiro e bens materiais, além de não terem carinho e afeto de nenhum familiar.
A rotina de Lochan e Maya é triste, sem perspectiva de melhora, estão constantemente preocupados que o serviço social do governo descubra que são crianças criando crianças, sem uma mãe responsável e se forem descobertos os irmãos menores serão colocados num abrigo ou até para adoção.
Proibido, Tabitha Suzuma, Valentina

Se prepare, leitor, para uma ambientação melancólica e miserável, com dificuldades diárias, uma casa "caindo aos pedaços", numa cidade fria e chuvosa, sem ter como se vestirem dignamente, com pouca comida na mesa. É um cenário deprimente.

Mas, mesmo diante de toda essa dificuldade Lochan é o melhor aluno da sala. Suas notas são excelentes e é certo que vai entrar facilmente na Universidade. Só que Lochan tem um sério problema ao não se relacionar socialmente com ninguém, com exceção de seus irmãos.

Maya é uma adolescente de 16 anos, bonita, ruiva de olhos azuis, boa aluna, tem amigos e rapazes interessados nela.
A vida difícil que esses dois jovens levam, só faz com que se aproximem cada vez mais um do outro.
Eles são irmãos, eles são melhores amigos e acabam descobrindo que são almas gêmeas também.

E me pego pensando no comentário de Francie. Uma boca beijável...O que isso quer dizer exatamente? Na hora achei engraçado, mas não acho mais.

A aproximação dos dois se dá de forma gradativa e natural, em consequência da carência em todos os aspectos de suas vidas.
Quando a gente tem uma opinião formada sobre determinado assunto é difícil mudar de lado, mas lendo Proibido, acompanhando a trajetória de Lochan e Maya é quase impossível não torcer pelo casal, mesmo que sua opinião sobre o incesto continue a mesma.

O sentimento estava lá havia anos, se aproximando da superfície a cada dia; era apenas uma questão de tempo até romper nossa frágil teia de negação, nos obrigando a enfrentar a verdade e reconhecer quem somos: duas pessoas que se amam - um amor que ninguém mais poderia compreender.

Eu demorei muito para adquirir o livro, mas tinha visto algumas resenhas e outros tantos comentários em grupos de leitura no Facebook e isto só aumentava minha vontade de conhecer esta trama, porém, o que fez com que eu demorasse para conseguir o livro foi já saber que seria uma leitura dolorosa, sofrida.

Lendo Proibido só confirmou minhas expectativas. 
Mas foi uma leitura que valeu demais.
Não sei se foi a escrita de Tabitha Suzuma, ou a tradução de Heloísa Leal, mas Lochan e Maya usam um vocabulário bem mais avançado do que o usual para suas idades. É certo que se trata de adolescentes que tiveram que amadurecer rápido demais e além disso, são excelentes alunos.

Como explicar que essa situação, o amor que sentimos um pelo outro - tudo que aos olhos da sociedade pode parecer doentio, pervertido e repulsivo -, para nós é totalmente natural, maravilhoso e...tão certo?

Então, se você, ainda não leu Proibido ou tem dúvidas em ler, pois traz um tema controverso, eu só digo uma coisa: Leia!!
E depois tire suas próprias conclusões.
E o que eu observei em outros leitores e que aconteceu também comigo é que Proibido causa uma forte "ressaca literária". 
Mesmo depois de finalizar a leitura você vai continuar por horas, até dias, pensando na estória de Lochan e Maya.

Ficha técnica:
Título: Proibido
Autora: Tabitha Suzuma
Páginas: 304
Assunto: Romance inglês/Romance contemporâneo

Parceria com o blog Café Livros e outros vícios

Acompanhe o blog pelo Instagram.

Beijos!!


3 comentários:

Café, Livros e Outros Vícios por Carollina Paz disse...

Que bom que vc gostou, esse livro causa na gente todos os tipos de sensações, eu amei, mas que livro triste.

Adriana Moreira disse...

Oi, Neli!

Eu acho que toda a leitura é válida, à medida que a pessoa que lê tenha maturidade para absorver a história e tirar dela algum ensinamento, positivo, ou que o alerte sobre o que de negativo pode ser evitado. Com certeza, o livro tem uma temática forte e polêmica, mas fazendo um parâmetro com o Senhor das Moscas, mostra o quanto crianças deixadas à própria sorte podem colher de sofrimento se não puderem ter uma boa orientação.
Tem gente que lê o livro e sonha com um final feliz como nos contos de fada, mas na vida real nada é tão simples assim, às vezes, as coisas dão errado e é preciso estar preparado para lidar com situações extremamente fragilizantes.
Ótima resenha, gostei demais!
Abraços,
Drica.

Tays Rocha disse...

Estava com saudades de vir aqui, mas o tempo anda me consumindo... Estou com esse ebook pra ler e ainda não me encorajei, mas estou curiosa pra ler, lendo a resenha fiquei ainda mais! Beijos e boa semana! ♥

 
Caprichos by Neli © - Todos os Direitos Reservados
Desenvolvido por Onze Web.