O Caminho para casa - resenha

17 fevereiro 2017 |

O Caminho para casa, Kristin Hannah
O Caminho para casa
Kristin Hannah


Resenha: Jud é uma mãe acima da média, dedicada, perfeccionista, tendo como único objetivo na vida a felicidade de sua família, principalmente a de seus filhos gêmeos Zach e Mia. Ela é um verdadeiro sargento em casa, mesmo com os filhos no ensino médio ela fiscaliza até se eles fizeram ou não sua tarefas, gosta que as festas com os amigos sejam na sua casa para ter controle com quem eles estão se relacionando, na escola e comunidade é daquelas mães que organizam chás, jantares e jogos, sempre liderando e monitorando tudo.
Até seu jardim é uma perfeição, por conta do rigor que ela mantém sobre as podas, a inclusão ou retirada de mudas e flores. Enfim, ela controla tudo e todos.

Mas seus filhos encontram-se em idade de testar limites, são dois adolescentes, inteligentes e saudáveis que estão descobrindo o mundo e todos os perigos que estas descobertas podem trazer.

Zach nasceu gêmeo com Mia. Ele é um rapaz bonito, atlético, o mais popular da turma e queridinho das meninas da escola, mas estes atributos não tiram dele a qualidade de ser um jovem gentil, educado e sempre preocupado com o bem estar de sua irmã.

Mia sempre foi a mais retraída do casal de gêmeos. Insegura, tímida e solitária. Diante desta sua personalidade, Zach e seus pais sempre se preocuparam muito com ela.
Seus dias de solidão acabam quando chega uma nova aluna na escola, Lexi, que se tornará a melhor amiga de Mia.

Alexa, ou Lexi, é uma jovem que tem pai desconhecido, teve uma mãe negligente e por isso Lexi passou por alguns lares adotivos, até que foi dada aos cuidados de uma tia. 
Por ter uma mãe tão irresponsável, Lexi sempre se preocupou em ser muito correta em suas atitudes e em seu caráter. 

Como melhor amiga de Mia ela se empenhava em não decepcioná-la, mesmo que para isto ela tivesse que esconder seus sentimentos em relação a Zach.


O Caminho para casa, Kristin Hannah

Estes são os 4 personagens principais deste drama que envolve amor, amizade, família, culpa e perdão. Uma trama bem construída, personagens profundos, com históricos condizentes com seus comportamentos.

A amizade entre os 3 jovens vai bem até que uma tragédia muda completamente suas vidas.
As vidas que Jude tanto gostava de controlar.
As vidas que todos eles tinham pela frente.
Um deles se mantém fiel com as suas atitudes e com aquilo que acreditava que fosse o certo.
Outros serão omissos e até hipócritas.
Mas todo o sofrimento será necessário para que possam se redimir  da culpa e, finalmente, encontrar o perdão e a paz.

Ler este livro me deixou numa posição ambígua, atualmente como mãe e me lembrando constantemente da adolescente do ensino médio que um dia eu fui.

Kristin Hannah consegue despertar sentimentos há muito esquecidos e outros que estão à flor da pele.
Já deixe um lenço do lado, pois vai ter choro, de tristeza, de emoção e de alegria.
Com exceção da parte trágica, dá vontade de morar para sempre nos lugares que esta autora cria.



"...montanhas cobertas de neve e divisadas pela água, árvores altas e retas como campanários de igrejas, um céu azul límpido e sem fim." 10

O Caminho para casa se passa na região do Estuário de Puget, Washington-EUA.
A casa de Jud e a ilha em que moram é bem descrita e temos a nítida impressão de estarmos vivendo lá.
E mesmo se tratando de uma leitura de entretenimento, Kristin Hannah traz à tona um tema que serve de alerta para todos os pais. 
Será que estamos mesmo tomando conta de nossos filhos?

"Cada dia, cada hora que passava, os aproximava do fim do ensino médio. Sentiam necessidade de construir memórias duradouras. Era isto o que mais queriam: estar juntos. E era isso também o que apavorava os pais, porque era uma festa após a outra." 118

E depois da tragédia, todos os sentimentos e fatos narrados, nos faz pensar sobre qual seria nossa postura numa situação igual ou parecida com aquela.

"Talvez o tempo não curasse as feridas, exatamente, mas criasse uma espécie de armadura, ou uma nova perspectiva. Uma forma de lembrar com um sorriso, e não com um soluço." 348

"Era como um antigo vaso de porcelana que tivesse se quebrado e sido restaurado com todo o cuidado. De perto, as cicatrizes eram visíveis, e ela só podia ser manipulada com os toques mais delicados, Mas, de longe, do outro lado da sala, à luz ideal, parecia inteira." 225

Eu me tornei fã desta autora com o único livro que tinha lido dela, As cores da vida, e este livro só ratificou a admiração que tinha por ela.

Simpatizar ou não por um estilo literário é uma questão de gosto, eu sei, e eu gosto muito da escrita de Kristin Hannah.

Leia a resenha de As cores da vida.

Título: O caminho para casa
Autora: Kristin Hannah
Páginas:352
Assunto: Ficção americana

Leia a sinopse.

2 comentários:

Adriana Balreira disse...

Neli,
Já ouvi falar dessa autora, nunca li. Adoro esse tipo de livro, leve, mas ao mesmo tempo com tramas familiares e de amizades fortes. Adorei
Beijos
Adriana

Tatiana Candido Vilela disse...

Hummm, deu até vontade de ler!
Bjsss
www.oceano-particular.blogspot.com

 
Caprichos by Neli © - Todos os Direitos Reservados
Desenvolvido por Onze Web.