Ligeiramente Pecaminosos - Resenha

05 janeiro 2017 |

Ligeiramente Pecaminosos, Mary Balogh
Ligeiramente Pecaminosos
Mary Balogh

Resenha: E chegamos ao quinto livro da série Os Bedwyns, e o irmão que será o protagonista da vez é Alleyne.
Nas últimas linhas do livro anterior, Mary Balogh quase leva o leitor à loucura quando revela que Alleyne estava vivo, isto depois de toda a família acreditar que ele havia morrido na batalha de Waterloo. E agora vamos descobrir tudo o que aconteceu neste período.
Quando voltava de uma missão na Batalha de Waterloo, Alleyne foi atingido por um tiro na perna, continuou cavalgando de forma bem debilitada, até que perdeu o controle do cavalo e caiu batendo a cabeça no tronco de uma árvore, perdendo a memória.

É ai que entra em cena a Senhorita Rachel York, 22 anos, de origem aristocrata, a mãe dela abandonou tudo para se casar por amor com um homem que era dado ao vício do jogo e da bebida. Sua mãe morreu quando ela tinha 6 anos, teve uma infância e adolescência de privações, após a morte do pai, foi obrigada a arrumar emprego como acompanhante de uma dama da sociedade, que foi acompanhar o filho militar em Bruxelas.
Em consequência de alguns acontecimentos, Rachel acaba tendo que fixar moradia com sua antiga babá, que agora ganha a vida na prostituição. Rachel mora em um bordel.

Após a batalha de Waterloo, Rachel encontra Alleyne inconsciente numa floresta, ela ajuda a resgatá-lo e cuida dele desde então.
Alleyne se recupera no bordel, sob os cuidados de 4 prostitutas, além de Rachel, que a princípio, ele também acha que ela é trabalhadora da casa.
Bridget, Flossie, Geraldine e Phyllis, que trabalham no bordel perderam suas economias para um golpista, Rachel se sente responsável em devolver o dinheiro das amigas e como ela tem uma herança em joias para receber, planeja com Alleyne, ainda sem memória, buscar suas joias que estão com seu tio, que só irá entregar a ela quando tiver 25 anos ou estando casada.

O envolvimento de Rachel e Alleyne é inevitável. Ele a vê como uma anjo dourado e ela não resiste ao jovem sem memória, mas que ainda preserva os hábitos e condutas de um lorde, seu jeito descontraído e que sempre mantém um sorriso no olhar. Logo a confusão sobre as atividades de Rachel no bordel é esclarecida, mas já vai ser tarde demais...

Ligeiramente Pecaminosos, Mary Balogh


Tai mais uma trama dos irmãos Bedwyns cheio de esquemas e reviravoltas. A autora tem o dom de escrever livros únicos, cada qual no ritmo da personalidade de cada irmão.
As amigas de Rachel dão um colorido ao enredo, elas são alegres, bem humoradas e sabem se portar como damas da sociedade quando é preciso.
Alleyne é o mais belo e divertido dos irmãos, então não tem como não se apaixonar por ele.
Rachel, por tudo o que passou na vida, tem muita personalidade e caráter, mas não deixa de lado sua doçura.

A grande expectativa é quando Alleyne recuperará a memória, mas muitos outros acontecimentos terão uma parte importante na estória. Mary Balogh é criativa e apesar de ser uma série com personagens de uma mesma família, ela não é repetitiva, os cenários são variados, com predominância da Inglaterra rural com suas vastas e belas propriedades. As personagens, sejam protagonistas, sejam secundários, são ricos em detalhes e personalidade.

Como já é previsto, o final com o reencontro dos irmãos é pra lá de emocionante.

E agora, aguardando o livro do último dos irmãos, Wulfric Bedwyn, em Ligeiramente Perigosos.

"E, quando enfim lembrar quem é, talvez se dê conta de que se transformou num homem melhor do que jamais foi. Talvez tivesse para de amadurecer ao chegar à idade adulta. Talvez precisasse acontecer algo drástico como perder a memória para que conseguisse evoluir." 85/86

"Que presente precioso era uma lembrança.
E Jonathan perdera a dele." 188

Observação: 
em seu período sem memória, Alleyne passou a se chamar Jonathan Smith.


Os Bedwyns, Mary Balogh


Leia também as resenhas dos livros anteriores:
Ligeiramente Seduzidos

Título: Ligeiramente pecaminosos
Autora: Mary Balogh
Páginas: 272
Assunto: Ficção galesa/romance de época

Sinopse: AQUI.











1 comentários:

Betty Gaeta disse...

Oi Neli,
Não é bem o meu tipo de livro, mas gosto da época que retrata.
Bjs

 
Caprichos by Neli © - Todos os Direitos Reservados
Desenvolvido por Onze Web.