Reconstruindo Amelia - Resenha

19 julho 2014 |

Reconstruindo Amelia - Kimberly McCreight


Reconstruindo Amelia, Kimberly McCreight, Resenha
Resenha:

Pensa num livro que te prende da primeira até a última página.
Este livro é Reconstruindo Amélia.
Trata-se de uma leitura fácil, apaixonante, instigante, mantendo o mesmo ritmo, do começo ao fim.
O livro nos conta a história de Amelia, uma menina de 15 anos, boa aluna e atleta, tranquila, equilibrada e que ama e se dá bem com sua mãe, Kate.
Kate, é mãe solteira e uma advogada bem sucedida, mas que para ter sucesso na carreira dedica muitas horas ao trabalho, sobrando pouco tempo para a filha, porém, ambas sabem do amor e admiração que uma tem pela outra.

Tudo muda na vida de Kate quando recebe um telefonema da escola, dizendo que Amelia foi suspensa por ter plagiado um trabalho de inglês. Ao chegar na escola descobre que minutos antes Amelia se suicidou, pulando do prédio da escola.
Alguns dias depois, ela recebe uma mensagem de texto onde se lê: Amelia não pulou.

A partir dai ela começa uma busca pela vida secreta da filha.

"Pois era culpa de Kate, é claro, que Amelia tivesse morrido. Que tivesse se matado. Era dever da mãe proteger um filho, inclusive de si próprio. E Kate falhara completa e terrivelmente." Pag. 45

Desde que, supostamente, Amelia se suicidou, Kate sofre com a culpa de não ter sido uma boa mãe, de não ter dedicado tempo suficiente para a filha, para conhecer melhor a filha, para isto, Kate vai atrás de emails, mensagens de texto do celular de Amelia, lê o blog de fofocas da escola, cujo editor é um mistério, e descobre que a filha faz parte de um blog secreto de um clube de meninas da escola.

O livro é narrado em 1ª pessoa, quando se trata da própria Amelia e em 3ª pessoa nas passagens de Kate.
Também há a atualização do Facebook de Amelia , conversas via torpedo, o que torna a leitura rápida e dinâmica.

Já vou adiantando, é um livro perturbador, com drama familiar e de outros relacionamentos que vão sendo revelados ao longo da história, trata de bullying, sexualidade, culpa (muita culpa).
No livro há muito suspense e revelações que nos deixam chocados, nos surpreende a cada capítulo.

Confesso que sendo mãe de um adolescente, ficava com o coração na mão. Li sempre sob a ótica do medo e apreensão que aquilo pudesse estar acontecendo embaixo do meu teto. Realmente faz a gente parar pra pensar se "você conhece a pessoa que mais ama no mundo?"

Toda a trama se passa na cidade Nova Iorque, no bairro do Brooklyn. Há muitas personagens, bem descritas e com participação relevante na história.
Revisão bem feita, pois não encontrei nenhum erro grave. 
A capa brasileira é bonita e até delicada, em comparação a edições estrangeiras.

Reconstruindo Amelia, Kimberly McCreight, Resenha

Há previsão do livro virar filme, tendo Nicole Kidman como Kate, veja a notícia AQUI.

Reconstruindo Amelia, Kimberly McCreight, Resenha
Sinopse
Você conhece a pessoa que mais ama no mundo? Kate Baron achava que sim até receber a devastadora notícia de que Amelia, sua filha de 15 anos, cometeu suicídio pulando do telhado do colégio particular onde estudava. Poucos dias depois, entretanto, uma mensagem anônima em seu celular revela que a morte de sua filha talvez não tenha sido da maneira que as autoridades alegaram. Amelia pode ter sido assassinada? Como advogada, Kate está determinada a descobrir a verdade e, para isso, mergulha no passado da filha, recolhendo cada fragmento de e-mail, cada linha dos textos do blog, cada atualização de status do Facebook. Sempre um passo atrás da verdade, ela descobre um lado de Amelia que nunca imaginaria que existisse. Este impressionante romance de estreia vai além de uma história sobre segredos e mentiras. Narra a busca de uma mãe tentando reunir cada detalhe possível para reivindicar a memória da filha que não pôde salvar.

Título: Reconstruindo Amelia
Autora: Kimberly McCreight
Páginas: 352
Ficção americana

Beijos!!


4 comentários:

Adriana Balreira disse...

Neli,
Só de ler a sua resenha imaginei o drama que deve ser mesmo o livro! Que história! E a capa do Brasil foi a que mais gostei, as outras são sinistras. Não conhecia esse livro! Vou anotar o nome e procurar! Boa dica essa sua.
Beijos
Adriana

Anna Silva disse...

Q dica bacana para um nova leitura, querida Neli!!
Trás a tona a realidade das mães e adolescentes de hj. Na nossa época nossos pais sabiam tudo de nós. Od íamos, o q víamos, o q fazíamos, etc, etc; mas hj ficou mto mais dífícil, especialmente por causa da internet e mídias sociais.
Imagino q ler esse livro tendo filhos adolescente não deve ter sido moleza, mas é uma forma de ver o mundo deles e "melhorar", né mesmo?!
Bjokas, uma semana divina para tds nós e... Feliz Dia do Amigo (mesmo atrasadinha). ;D

Janete disse...

Nossa Neli que livro legal!!! Vou querer ler com certeza!!!

Fernanda de Oliveira disse...

Tinha escrito um comentário gigante e simplesmente SUMIU!!!

Basicamente, são 2h da madrugada e estou tentando parar de ler para tentar dormir rsrs.

Eletrizante e surpreendente. Cada parágrafo um flash! rsrs

Como mãe de adolescente (e curiosa ao extremo, não vejo a hora de chegar ao fim... Tipo assim, PRECISO saber o que aconteceu com a Anelia! Acho que amanhã ou depois eu termino, pois estou um pouco além da metade.

Beeeeeijo 😙

 
Caprichos by Neli © - Todos os Direitos Reservados
Desenvolvido por Onze Web.