Eu nunca quis me casar de noiva

17 janeiro 2014 |

Eu tenho que confessar que sou um ser estranho.
Em muitas situações não me encaixo em lugar algum.
Por conta disto sempre fui muito incompreendida, mal interpretada e julgada, principalmente por familiares.
Não sou uma pessoa expansiva, sempre digo que minha vida é um livro aberto, mas não é qualquer um que eu deixo ler, ou se ler, não vai me entender.
Já teve época que meu jeito me incomodou bastante, mas os anos passam e sei que sou assim e mudar nunca é fácil. Tento melhorar a cada dia, mas quando a mudança tem a ver com mudar minha essência para agradar aos outros...ah, isto eu não tô a fim, mesmo!


Noiva, Caprichos by Neli
Minha filha, que foi Dama de honra no casamento de uma prima

E, eis que aos 12 ou 13 anos me vejo pensando sobre casamento, não que eu tivesse pensando em casar nesta época, mas são alguns dos pensamentos que surgem na cabeça de uma adolescente nesta idade.
Tento me ver vestida de noiva, mas a imagem não se completa na minha jovem cabecinha, aquilo não é pra mim, não consigo me ver casando na igreja.
Dai que surge meu sonho de casamento: sonho em não casar vestida de noiva, sonho em não casar na igreja.

Os anos passam, mas a ideia continua a mesma.
E lá pelos 20 e poucos anos, quando começo a namorar sério, com quem hoje, é meu marido, ele sabe, aceita e respeita minha escolha.
O dinheiro que podia ser usado para uma bela festa, foi usado pra dar entrada na compra da nossa casa, pois, morar de aluguel era algo que eu não aceitava.

E pra completar minha rebeldia e minha inadequação com relação ao que é imposto pela sociedade, eu não gostava da ideia da mulher ser obrigada a por o sobrenome do marido, quando se casa no civil, mas era lei.
Então, em 05 de outubro de 1988 é promulgada a nova Constituição do Brasil e em seu art. 5º tá escrito que "homens e mulheres são iguais perante a lei".
Pronto, tai minha deixa para ser Neli Rodrigues, mesmo depois do "sim".
Em 1988 eu só tinha 16 anos e ainda não pensava em casar, ok?

Anos depois, na época de namoro, sempre fui franca, dizendo não colocaria o sobrenome do meu namorado e ele dizia não se importar, depois fui descobrir que ele não acreditava que eu ia por isto em prática.
Mas quando a gente chega no cartório pra marcar o casamento e o funcionário pergunta "como vai ficar o nome da esposa?" e eu respondo "vai ficar como está", namorado fica uma fera e pergunta "então pra que vai casar?".
Mas eu sempre fui sincera, ele é que não acreditou em mim, o que eu posso fazer?
E continuei convicta com minhas ideias, mesmo estando com 27 anos (na época) eu ainda tinha dentro de mim, muito petulante, a menina de 12 anos.
Quem também não acreditou na minha coragem de manter o nome de solteira foi minha mãe.
Mas gente isto foi em 1999 e desde 1988 eu afirmava, categoricamente, que não colocaria sobrenome de marido nenhum!
Eita povo que não botava fé nas coisas que falava... 

Beijos!!


10 comentários:

Edlena Franklin disse...

Gostei da sua firmeza. Quem manda na gente é a gente, ora bolas... Quem nos ama e respeita, tem que entender! Quando alterei o meu nome quando casei, fiz por não me identificar com a família da minha mãe (história compriiiida...). Casei de branco, vestido bufante, igreja grande, quando no íntimo pensava em igrejinha minúscula, beira de praia, despojamento e romantismo. Não bati o pé em nada, então fui sendo conduzida para as escolhas mais tradicionais, até porque meus sogros eram já idosos e moravam longe.
Não me arrependo e se fosse fazer aquelas cerimônias de reafirmação do casamento, realizaria o projeto anterior e curtiria cada momento!

Carlinha disse...

Querida Neli... Então tbm sou uma pessoa estranha, nunca pensei em casar na igreja, muito menos me vestir de noiva, qdo minha irmã casou, fiz toda a pompa, organizei tudo com muito carinho, pq qdo chegasse a minha vez não seria assim. Casei somente no civil e fizemos um jantar para 50 pessoa num clube em plena sexta feira as 20h, um escândalo para muito... Na semana seguinte recebemos uma benção espiritual no centro espirita que frequentamos e isso ja se passaram 16 anos e muito feliz, não foi a falta de um 'casamento de verdade' como ouvi que vai atrapalhar a minha felicidade. Beijinhos com carinho
Carla
http://jeitofelizdeser.blogspot.com.br

Jack Lins disse...

Olá menina,
Gostei da sua firmeza.
Eu não casei de nova, mas infelizmente adotei o nome do coisa, e depois que o casamento se foi, deu um trabalhão pra tirar tudo, e ainda falta tirar da certidão dos meus filhos.
Agora, quero oficializar a minha união com o meu maridinho fofo, quando vamos a algum lugar que precisa do meu nome, ele logo acrescenta o dele depois do Lins, então foi meio que automático eu querer usar o sobrenome dele...quanto ao vestido, não quis no primeiro, mas agora eu quero não vestido, mas um macacão branco e um buque de rosas vermelhas, rsr, eu vi num site e ficou tão lindo, só faço questão disso, não quero festa, queremos apenas oficializar a nossa vidinha.
Beijos

Márcia Carvalho de Souza disse...

Também nunca pensei em casar-me com toda aquela pompa, mas fiz questão de casar-me na igreja, sim, pois não aceito ficar sem a bênção de Deus. Foi uma cerimônia mto simples, os noivos, os padrinhos, o padre e Deus! Quanto ao nome, em 1978, nem perguntavam, já trocavam mesmo!

Rosana Remor disse...

Vc é muito persistente!!Parabéns amiga!Eu queria ser assim, sou tão bobona!Muitas vezes acabo fazendo o que os ouros querem...af!Também não casei de noiva, casei com uma roupa branca de uma amiga, mas não era um vestido, casei só no civil...mas sou feliz e ponto!bjs.

Simone Felic disse...

Quando falo algo que imcomoda , também não dão muitos créditos a que eu falo até que ficam estaressidos , quando a ponho em prática,mas casei de noiva,era meu sonho , mas você não quiz , todos tem que te respeitar.
beijinhos
http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

Adriana Balreira disse...

Neli,
Sou como vc, acreditas que tambem nunca quis casar de noiva, ou pensava que se casasse eu iria casar num horário para que ninguem pudesse ir...rsrs... Mas ainda não casei! Mas vc foi bem petulante mesmo, principalmente no tempo que vc casou. Mas também nunca quis mudar meu sobrenome, sempre disse isso aos meus namorados...rsrs...
Beijos e amei saber que não estou sozinha no mundo!
Adriana

Chris Ferreira disse...

Oi Neli, eu também nunca quis casar de noiva e muito menos trocar o meu nome. Nunca achei esse negócio de trocar de nome uma coisa legal. Nunca me bateu bem. E não mudei.
Uma ótima semana pra vocês
beijos
Chris
Inventando com a Mamãe

Drika disse...

Oi Neli!!
Amei o post e ri também...estava com saudades desse catinho
Tô voltando
bjsss

Jéssica Gomes disse...

Oi Neli,

Quando me casei também não coloquei o nome do meu marido e os pais do meu marido ficaram chateados com isso, sabe? Mas não liguei o nome é meu, portanto a escolha era a minha,rs!
Bjs,
"casinha de uma pequena mulher"

 
Caprichos by Neli © - Todos os Direitos Reservados
Desenvolvido por Onze Web.