Consumidor(a), fique de olho nos seus direitos

12 janeiro 2012 |

Venho tratar sobre um assunto que é muito relevante em minha vida, mas que nunca falei aqui no blog.
Hoje vou contar pra vocês que sou uma consumidora que defendo e brigo pelos meus direitos.

Desde que me casei, sempre que percebo algum problema com qualquer produto, eu reclamo, ligando para o Serviço de Atendimento ao Consumidor, já aconteceu de não ser atendida, neste caso fiz minha reclamação pelo velho método da carta.

Produtos que já reclamei:
  • Molho pronto de tomate – que ao tirar a tampa percebi que estava embolorado (dentro da data de validade)
  • Iogurte de 1 litro – também embolorado (na validade)
  • Fralda descartável – não continha as fitas adesivas
  • Refrigerante – com sabor diferente do comum
  • Ralador em inox – com pouco tempo de uso quebrou uma peça que servia de apoio.
  • Leite desnatado, mas que vinha com uma nata no fim de cada caixa


Sei que tem consumidor que vai ao supermercado ou loja onde adquiriu o produto e geralmente recebe outro como reposição.
Eu reclamo direto com a empresa e de certa maneira estou prestando um serviço para eles, pois com minha reclamação eles poderão verificar se houve um problema isolado ou com todo o lote, para isso tenha a embalagem em mãos e mesmo com defeito, guarde o produto, pois talvez eles queiram fazer uma análise.

Detalhe: algumas empresas, ao virem em sua casa para troca da mercadoria, além de repor o que você perdeu, eles costumam trazer algo a mais (um brinde), pode ser pra te fazer um agrado ou para apresentar um produto novo que estão lançando.
Dos produtos que eu citei acima, com exceção do refrigerante, todos os demais vieram com um extra.


Já fiz reclamação para uma amiga, que ficou constrangida em não saber como falar com o atendente do SAC.
Ela comprou uma geladeira, na entrega, por volta das 18:00 horas, os entregadores já se mostravam apressados em virtude do horário. Pediram pra ela ver se estava tudo em ordem, ela meio que pressionada, olhou e achou que estava tudo certo. Mas depois que os entregadores foram embora, ao tirar o adesivo que informa o tipo de consumo de energia, ela viu que tinha um defeito, uma pancada,  naquele local, ou seja, aquele adesivo não estava ali por acaso.
Reclamei e eles trocaram a porta.


Agora, vou contar sobre meu último problema como consumidora:
Em dezembro de 2008, adquiri uma TV LCD 42', com 1 ano de garantia, me ofereceram também a tal de "garantia estendida", mas como acho isso um golpe, recusei.

Porém, em setembro de 2010, ou seja 9 meses após o término da garantia, a TV deu um "probleminha", na lateral aparecia um filete vermelho, bem fininho, levei numa autorizada e pra meu espanto, o conserto ficaria mais caro que uma TV nova!!!!
Entrei em contato com a fabricante, através de vários meios: 0800, email, chat e por fim mandei uma notificação extra-judicial, para ver se eles seriam solidários e tentariam resolver meu problema de uma forma gentil, pois, expliquei a eles que sempre comprei aparelhos daquela marca: TVs, vídeo K7, DVD, monitor de computador, porém, fui ignorada por todos os meios.

Não tive outra alternativa senão ajuizar uma ação junto ao Juizado Especial Cível. 
Resumindo...ganhei a ação.
Tiveram que restituir o valor que paguei pela TV (valor corrigido), mais uma indenização por danos morais
Pra vocês terem uma ideia, o montante devido (e já recebido) é equivalente ao valor de 3 TVs iguais a que eu havia comprado.  

Apesar de ganhar a ação, fiquei muito decepcionada com o total descaso da fabricante, que em nenhum momento se preocupou em dar a devida atenção a uma consumidora fiel, como era o meu caso.
Também estranhei a forma como a fabricante escolheu seu advogado, pois na audiência de conciliação, não teve muito emprenho em fazer um acordo justo e ao apresentar sua contestação, o fez de forma bem displicente (bom pra mim, é claro).

Esclareço, que para entrar com esse tipo de ação no Juizado Especial Cível, não há necessidade de advogado.

E, para quem muitas vezes, deixa de reclamar, pois não gosta de confusão, esclareço que sempre fiz minhas reclamações de forma civilizada e educada, sem baixar o nível (vulgo: barraco).
As empresas se interessam em saber o que não vai bem com seus produtos, e se não tiver diálogo...entre na Justiça.

Consumidor(a), fique de olho nos seus direitos e sempre que for preciso, lute por eles.

Bjs♥


22 comentários:

Carol disse...

Já troquei leite condensado da marca Carrefour, comprei 8 caixinhas para fazer docinhos, recheios e coberturas de bolo para a festa da Mari. Ainda bem que foi no dia seguinte que abri e ainda tinha o cupom fiscal, trocaram sem problemas.
Também marido comprou uma caixa de leite desnatado com 12 unidades que vieram estragadas, só que ele sumiu o comprovante e perdemos o direito por não termos como comprovar nada. Outros probleminhas que agora não lembro, quase todos fiquei no prejuízo. Dá uma raiva.
Parabéns pelo empenho. Vou ser mais atenta e brigar mais pelos meus direitos.
Beijos

Maitê Rodrigues disse...

Oi, Neli!!!
Vc está certíssima. Mas é q às vezes é tão desgastante reclamar; ainda mais qdo se trata de compras pela internet, ou serviços de telefonia. Em agosto de 2010 passei maus momentos em vários dias pendurada ao telefone pra tentar mudar a data de passagens aéreas com 4 meses de antecedência. Queriam me cobrar 3 vezes mais o valor da passagem, para alterar a data em 10 dias (e não tinha sido promoção). Acabei desistindo, e viajei na data q havia comprado, pois fui ao Decon aqui em Fortaleza, e os estagiários q me atenderam eram tão sem informação q achei q não valia a pena perder meu precioso tempo e saúde brigando por meus direitos. Infelizmente, no Brasil nos deparamos a todo instante com desrespeito ao consumidor... aplausos pra vc q luta até o fim... Bjs. Maitê

Elen disse...

Concordo com vc!
Estou tendo problemas com um móvel q comprei numa loja.
Desde o dia q montou, já liguei e pedi pra ele voltar e até agora nada.

Abraços

biscuit de rosas disse...

E verdade Neli, temos que fazer valer nossos direitos, eu tambem reclamo.
Neste momento estou com um problema pendente com a Philips que eu considero uma empresa com produtos de qualidade, porem o atendimento ao consumidor por enquanto nao tem me agradado, estou so esperando completar 30 dias e se nao houver resposta por parte da referida eu vou acionar o procon.
nao podemos nos calar.

bjs

Joelma Barros

Lucia Bara disse...

Eu sou assim também amiga, reclamo mesmo!
Costumo dizer pras minhas filhas: É meu direito e não abro mão. Elas ficam loucas comigo quando digo que vou reclamar de alguma coisa, mas são adolecentes e só se preocupam com o tal "mico".
Minha proxima reclamação será sobre um colchão box da ortobom que tem 4 anos de garantia e antes de completar um ano já afundou e virou uma canoa...Me aguardem!

bjus
hptt://cafeecetim.blogspot.com

Geh*** disse...

Confesso que já deixei passar muitas coisas batidas.
Uma vez,comprei um guarda-roupa e quando terminaram de montar na análise que mandam a gente fazer, vi que em umas das portas tinham uma lasquinha bem pequena. Comentei com os montadores, mas falei que não tinha problema, pois quase não dava pra ver. Mas ele me disseram que se eu paguei por um guarda-roupa novo e inteiro e eu tenho que ter o mesmo. E eles mesmo fizeram o pedido de uma porta nova e no outro dia já vieram trocar e deixaram a outra porta de "presente". Gostei muito da atitudes deles.Além de que, ganhei uma porta, que em breve se transformará em um aparador ou em várias prateleiras.
Minha mãe é como você, e acho muito certo isso. Temos direito!!!

B-jokas

Imac by Artes disse...

Ótima postagem!
As vezes acomodo-me para evitar
mais aborrecimentos...Mas ao ler suas experiências percebi que vale a pena reclamar e devemos fazer, pois é um direito e devemos exercitá-lo.
Abraços! Tudo de bom pra ti.

Clau Finotti disse...

Oi Neli!

Que post esclarecedor, parabéns pela abordagem desse tema.

Eu também sou reclamona, rs. Já entrei na justiça 2 vezes, uma por um celular que tinha problemas no som e foi pra assistência e não resolveram e outra porque o Submarino inseriu meu nome indevidamente no SPC, sendo que eu tinha até devolvido a mercadoria.

No primeiro caso recebi o valor do celular de volta mas nem pegaram o aparelho defeituoso. No segundo caso recebi indenização, que deu pra começar uma poupança e trocar meu carro. Ressalto que em ambos os casos tentei mil vezes a conciliaçao via telefone, e-mails etc. No do Submarino me encheram tanto o saco ligando me cobrando que achei a indenização pouca por tanto aborrecimento.

Acho que as pessoas devem sim correr atrás dos seus direitos. Os juizados existem pra isso e é tudo muito simples. Não é questão de ser barraqueiro, encrenqueiro, etc... mas sim de ser honesto.

Beijo grande.

Clau

Liliane de Paula disse...

A gente precisa saber dos direitos e dos deveres do consumidor. Já presenciei pessoa querer trocar uma blusa depois de usada. Tenha dó, né?

Adriana disse...

Oi querida, tudo bem? Saudades...
Está certíssima mesmo viu Nely, eu também exijo meus direitos.
Já troquei Fralda Descartável, porque veio com a parte do gel aberta, quando o nene fez xixi, ficou todo cheio de gel rs.
Troquei Leite Estragado no Carrefour.
Troquei Pão de Forma com gosto de álcool, levaram outro.
Agora uma coisa que não trocaram foi Polpa de Tomate da Marca Quero aquele que vem em saquinho, estava todo cheio de bichinhos e estourou dentro do armário (estava dentro da validade e o lugar era arejado), joguei fora com nojo, e eles queriam o produto, vê se pode,mas a maioria é sempre resolvido, acho que isso está melhorando aqui no Brasil né, então temos que exigir nosso direito mesmooo.
Beijinhos e fica com Deus

janeladesonho.blogspot disse...

Oi Neli minha querida amiga saudades de vc ...
eu sempre reclamo quando vejo esses absurdos , mas , nunca havia pensado em reclamar diretamente com a empresa , boas dicas ... bjimm iluminado e melhoras para o maridex

Veronica Kraemer disse...

Neli querida, que ótimo post este. Muitas pessoas realmente não reclamam por vergonha, ou por acharem que nada vai acontecer, que ninguém as ouvirá.
Eu reclamo até de contas, que dirá de produtos ou aparelhos caros.
Mas esta da TV foi demais, hein? Que descaso contigo... Bem feito, tiveram que pagar um valor alto, merecido.
Eu acho que, do mesmo jeito que as pessoas exigem de nossos produtos que estejam corretos, temos o direito de exigir também. É o mínimo.
Tenho certeza que este post encorajará muitas pessoas!
Obrigada
Beijosssssssssssss
Vero

Regina disse...

Oi Neli, tudo bem?

Adorei as dicas, super úteis.

Aqui em casa, sempre que reclamei, fui atendida, nunca precisei entrar em juizo. Mais se precisar já sei
como fazer, obrigada.

um beijo carinhoso

Regina Célia

maria ester moraes disse...

Também acho super importante que tenhamos nossos direitos respeitados! Eu comprei um CD na Fnac (não recomendo!) que não havia no estoque e não me avisaram! Simplesmente, depois de efetuado o pagamento, recebi um e-mail dizendo que não tinham o produto e ponto! Tive que entrar na justiça, na conciliação, sem acordo e na outra audiência, a juíza-leiga pergunto se não tinham me oferecido outro do mesmo valor: R$12,90!!! Acabou, que tiveram que me pagar muito mais do que o CD. E outra: minha mãe comprou ervilha Chinezinho, e veio cheia de bichos, reclamei e minhas palavras foram ao vento!!! Sabe o que aconteceu: não recomendo e não compro mais nada dessa marca!!!!

Carla disse...

Oi lindinha,vim para lhe desejar um lindo e abençoado Ano Novo!!
Amei as dicas,é isso mesmo.
Bjs!!!
Carla

raquel pedruzzi disse...

Oi Neli!
Adorei saber que não estou sozinha no meu empenho em fazer valer o nosso Código de Defesa do Consumidor!
Já tive vários problemas com produtos comprados no supermercado que é o que adquirimos sempre né? Como você sempre consegui resolver todos, ligando para o fabricante, recebendo a visita do representante para a troca do produto e relatando qual o problema encontrado para colaborar com o controle de qualidade deles.
Foram os mais diversos problemas e produtos, como pão com pedaço de plástico dentro, barrinhas de cereais com larvas, inseticida com defeito no spray, cereal com caruncho, e por aí vai...
Tem gente que não entende que fazemos isso para melhorar a relação entre produtor e consumidor, e aumentar a qualidade dos bens que nos são vendidos!
Bjsss amiga!!!

Alessandra disse...

Olá!
Obrigada pelos parabéns!Fico muito feliz!!
Tenha um ótimo fim de semana!
Bjos

www.miinteressa.com

Lu disse...

Oi Neli,boa noite!!
achei otima sua postagem,tem muita gente que não sabe que tem esse direito e muitos outros direitos como consumidora e que muitas vez deixam pra lá,aliás como eu fiz muitas vezes e hoje não faço mais.
Parabéns pelo post!
Beijos Lu

Atelier Flor de Princesa disse...

Eu ja deixei muita coisa batida passar, coisa q nao faço mais, é exigir sim!
Adorei seu blog.
bjus
Daniela

Anna Rachel disse...

Neli, Obrigadíssima por nos lembrar de q temos direitos e q devemos recorrer as meios cabíveis para adquirí-los.
Uma vez ouvi uma frase q faz todo sentido... Não me interessa o qto bravemos por aí, pois o q realmente faz diferença são as atitudes dos q conhecem seus direitos e deveres.
Bjokas lindona!! ;D

CRIATIVIDADE EVA disse...

Neli, vc me deu uma ajuda e tanto.
Eu comprei nas Casas Bahia uma Poltrona reclinável, comprei não, ganhei da sogra. dai que o tecido Kourino rasgou e ela estava dentro da garantia estendida, minha sogra acabou fazendo pela insistência do vendedor... Lê o post, que vc vai entender melhor....
http://www.juportogusman.blogspot.com/2012/01/decepcionada-com-casas-bahia.html
Dai que nem lembrei do fabricante!!!! Vou amanhã mesmo procurar um e-mail, ou o que quer que seja pra entrar em contato direto com eles, pois as Casas Bahia virou as costas e a empresa que faz a garantia tb!!! Obrigada e adorei seu blog!!!!
Bjs e $uce$$o
Ju Porto Gusman
CRIATIVIDADE EVA
www.juportogusman.blogspot.com

Fabiano Mayrink disse...

Vi na Lu do minha distraçao seu comentario e quis vir falar aq tambem rs

eu axo q sou ima pra atrair esse tipo de coisa, eu comprei um notebook hp ano passado e era eu liga pra passar dvd e ele desligava, quando esquentava deligava, e etc, mandei 3 vezes pra assistencia e voltava do mesmo jeito, LEVEI NA JUSTIÇA, abri um processo de pequenas causas com emails e tudo mais que consegui da hp e a hp me devolveu meus mil e oitocentos dinheiros e ainda ate hj quase um ano nao veio buscar o notebook, voltei nas pequenas causas e falei que não vieram buscar e que esperaria em casa pela coleta, eles protocolaram meus dizeres, e a hp respondeu que iria buscar o notebook, ate hj depois de 1 ano a hp nao veio buscar o note, axo que me deram de presente,

mais teve uma coisa que fiquei sem animo pra levar na justiça, ex: comprei com o dinheiro do notebook um pc de mesa, funcionou perfeitamente por 5 meses, depois de 5 meses ele começou a desligar toda hora toda hora, levei na loja 3 vezes e sempre com desculpa que a nergia do meu bairro que é ruim, dava vontade de colocar um fio de energia la naquele lugar da dona da loja kkk ai como sou mal rs!!

dai eu descobri por contra propria qual era o problema e nao qria perde mais meus cabelos, e comprei em outra loja uma memoria novinha que me custou 90 reais e troquei pela nova e PRONTO tudo funcionando perfeito! E depois dizem que nao era nada no pc, q odio, tenho todos os papeis guardados ate a nota da nova memoria, me mordo de vontade de ir no procon mais to com preguiça...

 
Caprichos by Neli © - Todos os Direitos Reservados
Desenvolvido por Onze Web.