Blogagem Coletiva - Há Amor em Mim


Eu nunca tive como prioridade na minha vida ser mãe.
Eu até queria ser, mas era um sentimento que ficava esquecido num cantinho qualquer.
Nunca fui de nhenhenhe com crianças e encarava essa minha postura de forma bem natural, era comum pra mim.
Mas foi vendo um programa de TV, às vesperas do Dia das Mães, lá pelos idos de 1996 ou 1997, que eu tive uma sensação muito forte que seria mãe...e de um menino.

Até aí parece natural, mas no meu caso não era, pois meu namorado, futuro marido, talvez só fosse pai depois que fizesse algum tratamento. Ele não podeira ser pai com facilidade.
Mas, pra mim, se meu filho não saísse da minha barriga, viria de outra mãe, mas seria meu do mesmo jeito. 
Nunca me importei com esse assunto de fertilidade. Acho que foi exatamente por ser tranquila com relação a esse assunto que eu fiquei grávida 6 meses depois de casada, em fevereiro do ano 2000.
Ai, passava em frente a loja de roupas de bebê e só via...roupas pra menino.
Pensava em nome de criança e só vinha na minha mente...nome de menino.
Em 20 de novembro de 2000 eu tinha em meus braços o Gabriel, que significa "o enviado ou mensageriro de Deus".

Antes mesmo do Gabriel chegar, eu sempre gostei de azul. 
Quando comprava coisas pra minha casa, se tinha opção de cor, era sempre o azul que eu escolhia.
Depois que tive um menino, foi ai que o azul reinou de vez na minha casa, em todos os seus tons e nuances. 

Em 2006 aguardava novamente a visita da cegonha...isso porque marido não podia ser pai, lembra? 
Minha intuição dizia que eu seria mãe novamente de outro menino, não sei bem se minha intuição ou meu senso prático que é muito aguçado, afinal tendo outro menino eles dormiriam no mesmo quarto, as roupinhas do 1º poderiam servir para o 2º e eu não teria que me desfazer do escritório/quarto de hóspedes.

Mas Deus, Aquele que me enviou o Gabriel, achou que minha vida era colorida, mas muito monocromática.
Em Sua infinita sabedoria, viu que minha vida necessitava de uns toques de rosa, lilás e dourado, tudo isso com bastante gliter.
Em 04 de agosto de 2006, ganhei uma menininha, a Yasmin, que significa "flor branca".
E hoje há amor em mim, pois minha vida é colorida em azul, verde, rosa, lilás, o dourado fica por conta dos cabelos da Yasmin.
Há amor em mim, pois eles conseguem preencher vazios e amenizar feridas que a vida foi deixando ao longo do tempo em mim.

Continuo não sendo de nhenhenhe com crianças...dos outros, mas meus filhos são a prova que Deus confia e acredita em mim, para ser a tutora de Seus filhos, nesta vida.


Esta postagem faz parte da Blogagem Coletiva - Há amor em mim, promovida pela Elaine Gaspareto em seu blog Um pouco de mim.
Vá lá em veja outros blogs que também estão participando desta blogagem coletiva.

Bjs♥ 

55 comentários:

Luciana Alcantara postou o comentário número:

Lindo esse seu cantinho na net amei,beijinhos,Lú!

http://mundodaluciana.blogspot.com/

Dona Amélia postou o comentário número:

Que linda paleta de cores você montou pra você amiga!!
Lindo relato!

Xerinhos coloridos! ;oD
Paty

Tatiana Moreira postou o comentário número:

Que declaração de amor mais linda!
Deus sabe das coisas... Encheu a sua vida de mais encanto!
Hoje o amor está colorindo a Blogosfera...Isso é maravilhoso!
Parabéns por sua participação e por deixar o amor aflorar sempre em sua vida!
Um beijo carinhoso

Marcia postou o comentário número:

Oi Neli, bom dia ... pois é eu tb teria dificuldades para engravidar por uma série de motivos e com 4 meses de casada engravidei rsrsrss ... só quem sabe de tudo mesmo é nosso Pai maior ...
Adorei sua história e com certeza há muito amor em você !!!
Beijos no coração
Marcia

*~* Coisas da Bruxinha *~* postou o comentário número:

Nely , amei conhecer um pouco mais da sua linda familia, que lindo vc coloriu sua vida com as cores basicas do amor, azul e rosa!!!

Bjs

leila

Alessandra Rigazzo postou o comentário número:

Seus lindos!!!
Parabéns e que a vida seja sempre cheia de cores e alegrias.

Bjo

Doce Ateliê postou o comentário número:

Oie lindona,
que post lindo !!!!
Deus é maravilhoso !!!
E ELE sempre sabe em quem confiar os seus filhos.
Beijo com carinho.
Chris e Dwan/Acre

Andreia Lica postou o comentário número:

Que a sua vida continue colorida como um arco iris e que a felicidade esteja sempre presente como um raio de sol.

Bjão

Celena postou o comentário número:

Que lindo seu texto, realmente a familia é sempre uma fonte de amor nas nossas vidas né?...obrigada pela visita ...bjoca.

Crys Leite postou o comentário número:

Eu adoro crianças, me divirto mto com elas e daqui uns 'bons' anos espero ter os meus. Um biológico e outro adotado. Meu sonho é adotar uma criança e espero que um dia eu possa realiza-lo doar um pouco de amor para alguém que por algum motivo não pode conviver com os pais biológicos. Beijos!

Adriana Balreira postou o comentário número:

Seus filhotes são lindos! Linda declaração de amor a sua família. Que Deus abençoe todos vcs
Beijos
Adriana

Bibia Bueno postou o comentário número:

E eu? Primeiro me disseram que eu não poderia ter filhos sem tratamento. Depois eu disse pro marido, na época namorado, que eu só faria um dia tratamento se fosse aquele para decidir até o sexo, pois eu não queria ser mãe de menina porque mulher sofre muito. Batata! Um dia parei de me cuidar... depois de sete ou oito meses sem prevenção é que foi aparecer um bebê pra mim. Tipo, eis que fazia um mês e meio que eu tinha ido morar com Amore e descobrimos a gravidez de um mês. Parece que foi conometrado. Por que não antes? Desde o minuto que eu soube, eu disse: - NOSSA FILHA. Sabia que era uma menina. Durante toda a fase da dúvida eu só pensava no nome dela e via tudo para meninas. BATATA! A ultrassonografia confirmou. Um presente mesmo. Se fosse esperar por mim, talvez eu não tivesse filhos. Nunca tinha sequer pego um bebê no colo e a minha paciência com pequenos era nula. Além disso disseram que eu não engravidaria. Enfim, achei que não tinha nascido pra isso. Bom que Deus me pregou uma peça e tenho minha princesa. Ela é como um incentivo para a vida. Sem ela eu provavelmente não me esforçaria tanto para subir pelas paredes escorregadias do poço profundo onde cai. Ela é mais que amor, é minha salvação. Ela e o papai dela. Um grande amor que ganhei de presente com brinde e tudo. :)

Telma Maciel postou o comentário número:

Ai, que lindo, Neli... Não tem jeito mesmo! Por mais q não tenhamos nhenhenhe, o amor que nasce com uma barriga é imenso!!! rs E lindo... assim como o seu post! Adorei!
Beijão!

Alessandra postou o comentário número:

Você tem uma família linda!!
Parabéns pela declaração!
Bjo
http://eutenhopressaemuitacoisameinteressa.blogspot.com/

Beth Salvia postou o comentário número:

Que história linda Nely, gostei de conhecê-la melhor e ao lado dos seus amados filhos, temos um pouco em comum nessa história, depois conto, bjs

She postou o comentário número:

Olá Neli, prazer! Tb estou na coletiva e vim te conhecer e ler o seu post que por sinal me emocionou além da conta, olha que já chorei hj lendo os posts, viu?! Mas o seu me tocou de forma especial...rs
Amei, linda demais a sua participação! Beijo, beijo!
She

PS: Não consigo te seguir... :(

janeladesonho.blogspot postou o comentário número:

Eu sei que há amor em você

e muuutio obrigada por dividir com as amigas e mais , nos incluir nesse maor ... bjimmm iluminado

Maitê Rodrigues postou o comentário número:

Oi, Neli!!
Bonita declaração de amor pelos seus filhos, e por entender q Deus em sua infinita bondade e sabedoria nos reserva coisas maravilhosas, q nem sequer imaginamos, né? Bjs. (http://ateliedamaite.blogspot.com)

Gaby postou o comentário número:

Oi Nely,
Essa blogagem tá bombando, amei seu post.

Bjs

Má! postou o comentário número:

Que linda lição de vida e que obra de Deus, parabens pela familia linda que vc tem!!
Bjo Bjo

Fernanda Reali postou o comentário número:

Post lindo e colorido! E trata de por um DIU, senão na blogagem coletiva do ano que vem haverá mais cores nesta casaaaa, ahaha

O Arco-Íris da Neli, hehe

Joana postou o comentário número:

Também estou participando da blogaem coletiva.
Por isso que amo tanto esse nosso Deus: ELe confia em nós e sempre nos surpreende :)Parabéns pela linda família!
Beijinhos

Bel Rech postou o comentário número:

Adorei essa sinceridade do nhenhe com crianças, penso da mesma forma, amo azul.Meu primeiro filho homem e a segunda menina.Amo essas criaturinhas...
Lindo post...
Paz e bem
Ahhhh...fiquei por aqui

Renata Guidinha postou o comentário número:

Não tem jeito, quando Deus escolhe o momento a coisa acontece. Acontece o florescer em nosso coração. As flores terão a nuance da cor do amor. Lindas cores tem o seu jardim. Cuide dele com carinho, pois são flores raras e incrivelmente lindas.
Bjks
Renata http://cercaviva.blogspot.com/

Carla Patrícia postou o comentário número:

Neli!

Vim através do mosaico da Elaine mas já te sigo a um tempinho!
Se teus caprichos com as artes são lindos é porque tens esses dois anjos que te inspiram! Parabéns!
Beijos, Carla. :)
http://pathyarteira.blogspot.com

Elaine Gaspareto postou o comentário número:

Neli,
Coisa mais linda do mundo sua família colorida, coisa mais comovente este final sobre Deus confiar em você. Acredito tanto nisso, que Deus confia seus filhos aos pais e mães na terra. E seu "mensageiro de Deus" e sua "flor branca" de cabelos dourados são lindos demais!
Muito obrigada por abrir sua casa pra mim.
Beijosssss

Lu C.Y. - Babalu postou o comentário número:

Owm... eu tbm não sou de nhemnhemnhem... mas nos primeiros encontros, kkk, depois que me dão confiança... hehe... é que trabalhei com os pimpolhos, então já viu...
Amiga! Que sua vida seja sempre assim, cheia de amor e um arco-íris de felicidades!
Beijos

Paula...(Cotidiano de uma Amig@) postou o comentário número:

Neli! Temos mais uma coisa em comum! Tbém tive minha filha mais velha no dia 20/11/2000...às 14h, acho essa data TÃO linda!

Linda história de amor Neli! Onde há uma família estruturada, sempre existe o amor! Essas cores lindas e brilhantes, que só sabe quem é mãe! Me comovi quando vc falou que DEUS confia seus filhos a vc, lindo demais!

Parabéns pela linda família que DEUS te deu!

Beijo

Fernanda postou o comentário número:

Oummm que lindooo, alias quelinda declaração menina....familia mara a sua, seus babys fofos e amados demais néw??Isso ai, parabens querida, que Deus tenha orgulhos sempre

beijokas

Fer

Juliana Nascimento postou o comentário número:

Ei Neli,
Acabei de comentar no blog da Elen que o amor de mãe deve ser diferente de todos os sentimentos que já expirementei até hoje. Quero muito ser mãe tbm e assim como você só penso em menino, pra começar...rsrs o meu se chamará João Marcelo, já tá tudo resolvido, só falta achar um pai e tenho que correr por que já estou nos trinta!kkkk.
Parabéns pela postagem, seus filhos são lindos.

Beijos,

Lola postou o comentário número:

Filhos são sempre uma surpresa boa e maravilhosa que nos faz viver intensamente a forma mais sublime de amor: o amor incondicional!
Adorei!
Neli, tô comentando, mas teu blog ainda tem bug! Retire a lista do blogroll e seus contadores. São eles os vilões! hehehe
Bjs

Cissa Branco postou o comentário número:

Neli,

Seu post foi um dos primeiros que li, mas não comentei na hora porque me tocou muito fundo. Eu, como vc, também nunca tive a nóia de ser mãe, tomava todas as precauções para não engravidar pois não me achava pronta, até que em uma única vez sem preservativos aconteceu. Pelo meu marido tinha engravidado ainda quando namorávamos, rs, mas consegui levar a situação por 8 anos e como foi bom quando aconteceu, como isso me mudou, me fez melhor e mais feliz. Fiquei fascinada com sua história, e olha que o marido não podia ser pai, mas Deus sabe o que faz e realmente a vida precisava de novas cores.
Grandes beijos

Drinha... postou o comentário número:

Oi Neli

Deus é maravilhoso, te deu um lindo casal de filhos e uma família abençoada!!!!

Parabéns pelo post!!!!


Ah, valeu pelo carinho no meu blog!!!!

bjs

Geh*** postou o comentário número:

Miguxa que coisa boa nè???? Eu ainda não sou mãe, mas já estou me preparando para colorir minha vida tbm, marido está no meu pé....rsrsrsr

b-jokas

Fabiana Tardochi postou o comentário número:

Que lindo!!! Me emocionou:)
Que sua vida continue assim sendo esse arco iris maravilhoso. Filhos são exemplos de amor incondicional.
Um beijo

Vinicius Valente postou o comentário número:

Olá, Neli!!!

Só agora tive tempo de comentar no seu blog :(

Neli, realmente eu adoro fazer declarações-de-amor-virtual aos meus amigos virtuais, pois muitos deles eu ainda infelizmente não os conheci, porém a distância q nos separa se reduz a nada diante do sentimento real que sinto por eles, e por isso, nao perco nenhuma oportunidade de expressar meu sentimento por eles, pois amanhã pode ser tarde demais, não é?! rs

Quanto à sua participação na blogagem coletiva: Eu adorei e seu post é ÚNICO! *-* Vc expressou seu amor a quem mais ama vc e está sempre pertinho de vc em qualquer momento... Que familia linda que tens! Que Deus os abençõe muuuuuito!!!

Quando minha mãe estava gravida de mim, ela teve complicações no parto, teve pré-eclâmpsia e o cordão umbilical estava me enforcando :S Mas graças a Deus eu nasci saudável! rs

Desculpa por me prolongar no comentário! Beijão do Viny - http://imthisway.blogspot.com

Ia Maluf postou o comentário número:

Neli, que lindo! Eu também nunca pensei em ser mãe e fui pega de surpresa (com 18 anos, diga-se de passagem...)

Tentei ler o post ontem, mas o google chrome dava aquela porcaria de aviso de malware! Hoje está tudo ok e eu consegui acessar quase todos os blogs que eu sigo!

Bjs e parabéns pela família linda!
Ia

Lúcia Soares postou o comentário número:

04 de agosto também é um dia especial pra mim. Nasceu meu filho (há 31 anos), depois que já tinha 2 meninas. Então, muito desejado.
Nossos leoninos lindos.
Amor de mãe é o que retrata melhor o que é o verdadeiro amor.

Elaine Cunha postou o comentário número:

Os planos de Deus na nossa vida são, muitas vezes, incompreendidos por nós no momento em que eles acontecem.

Mas depois, tudo muda!

Lindo seu texto!
Elaine Cunha
www.caminhandocontando.com

Rê Furlan postou o comentário número:

Oi Neli, q legal ter a certeza assim como vc teve, q teria um filho! Obrigada pelo carinho lá no "sítio"!

Lucinha postou o comentário número:

Neli,

Há amor em você com muitas cores.
Gostei da forma que você definiu sua forma de amar. Foi sincera, mas não deixou de abrir o coração.
Beijos

Alê postou o comentário número:

Sua família também é linda Neli. Obrigada pelas palavras de carinho!!!
Bjo grande, Alê

Lauisa Sousa postou o comentário número:

Oi querida Neli..qunado vi o começo do seu post pensei que fosse eu escrevendo..tb nunca fui muito ligada a crianças..tratava com respeito mais sem nhenhem...achei linda sua história de amor e o amor que Deus soube envia a vcs em forma de filhos..parabéns..tb estou no mosaico contando um pouquinho do meu amor de criança..beijos
http://lauisakartes.blogspot.com

claudete postou o comentário número:

Seu arco íris foi determinado por Deus por sua capacidade de valorizar cada uma da "cores" que preenchem sua vida. Foi este seu desprendimento em não priorizar o amor sanguíneo que te habilitou pelo tanto de amor que te preenche, Ser Mãe! Linda homenagem!

Lola postou o comentário número:

Nunca fui de nhem nhem e como vc disse: "não sei bem se minha intuição ou meu senso prático que é muito aguçado, afinal tendo outro menino eles dormiriam no mesmo quarto, as roupinhas do 1º poderiam servir para o 2º e eu não teria que me desfazer do escritório/quarto de hóspedes." tb pensava assim, mas comigo Deus não estava muito disposto a variar e me deu Dois meninos que amo muito como vc ama os seus.

Ana Pierri postou o comentário número:

Oi Neli.
Adorei o texto é lindo, me vi nele em alguns momentos.
Obrigado por compartilhar.
Ana Pierri

Esplendor da Criação postou o comentário número:

Olá!
Os filhos são tudo para nós e as vezes transformam nossa maneira de pensar, mudam nossa rotina, alteram nossas decisões e nos dão uma imensa alegria. Linda sua participação, bjs.

Iara postou o comentário número:

Esse é o maior amor do mundo,mesmo quando pensamos não ser muito a nossa praia, ele prova que só ele tem a capacidade de nos encantar totalmente.
Também tenho um casal, e quando fiquei grávida pela segunda vez também pensei ser um menino.
Mas minha vida também foi pintada de rosa, e minha princesa até hoje traz para mim um colorido novo todos os dias.
Linda tua familia.
Abraços

Sandra Bugs postou o comentário número:

Oi, Neli! Achei linda demais a tua história! E admiro a forma como percebes a maternidade, muito legal! Um maravilhoso final de semana para essa família iluminada! Beijos, Sandra

Vanessa postou o comentário número:

Passando para conferir sua participação na BC da Elaine. Que história de vida mais linda. Parabéns!

Abraço

Orvalho do Céu postou o comentário número:

Minha flor
Gosto de nomes bíblicos pros filhos e os meus o tem...
A cor azul é a minha preferida também... linda!!!
Há amor em mim
Há amor em ti
Há amor em nós
Bjm de paz

Luci Cardinelli postou o comentário número:

E é o mais lindo amor! Pois eu planejei desde menina, era o que mais queria, mas a vida não me deu essa graça.

beijos e uma ótima semana!!!!

Fabi Teixeira postou o comentário número:

Neli, teu relato me lembrou uma amiga querida... Ela também não era de nhem nhem nhem com crianças, e nunca vi mais mais amorosa, dedicada depois que teve seu pimpolho.

Para Deus, nada é impossível ,né ? Teus pequenos já estavam destinados para ti. Linda família !

Beijo grande.

Lia Gloria postou o comentário número:

Neli, esse tipo de amor que me inspira sabia? Sem loucuras, pé no chão, esse amor que chegou devagarinho...primeiro veio o marido, depois o filho, a filha.
Eu também não me imaginava mãe, não queria casar de vestido de noiva, só queria ser feliz, e sou.
bjs

ELAINE postou o comentário número:

Ôi Nely! Adorei teu post! Lindo!
Já estou seguindo teu blog! Serás bem vinda ao meu também!
http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com
Grande bjo no coração!
Elaine